Sobre o Museu

A primeira exposição permanente do Museu do Aquário Vasco da Gama data de foi em 1913 e surgiu com a realização de uma exposição marítimo-fluvial que teve um enorme êxito junto do público.

A exposição, que acabou por formar o núcleo primitivo do Museu, reuniu peixes conservados em meio líquido e diversos modelos de barcos de pesca da Comissão Central de Pescarias e outros exemplares do Museu Bocage de Lisboa e da Estação Aquícola do Rio Ave.

Mais tarde iniciou-se a construção de um andar sobre a fachada principal do edifício, dando origem a vários espaços, entre os quais o atual Salão Nobre. Esta expansão do Museu permitiu acolher a Coleção Oceanográfica do Rei Dom Carlos I, com particular destaque para os peixes e expor de forma sistemática e permanente parte considerável do património do monarca que foi legado ao Aquário Vasco da Gama pela Liga Naval Portuguesa em 1935.